O Projeto (8)

O Programa Doutrinário do PMDB e a Constituição Mista   João E. da Silveira 07/08/2017   Em 1993-4, quando assumimos a coordenação dos trabalhos para a renovação do programa doutrinário do PMDB, nós nos guiamos pela lógica da Constituição Mista. Assim, na seção 2.6.3 do Programa fizemos um esboço da evolução política do Brasil, com referência explícita à “luta perene” entre maiorias e minorias, à política qua política. Lá está escrito: “Houve, no primeiro estágio [do Brasil politicamente independente] ao longo do século XIX, o predomínio da monarquia imperial fundada na hegemonia da aristocracia sobre a oligarquia.[1] No segundo estágio [da evolução politica do Brasil] ao longo deste século XX, houve o predomínio da república oligárquica, sem império, mas fundada…

Continuar lendoO Projeto (8)

O Projeto (6)

Multipolaridade: PMDB, PSDB, PT, PMDB   João E. da Silveira 07/08/2017   Em 1989, depois de 16 anos antropológicos e não antropofágicos nos Estados Unidos, retornei ao Brasil com a tese de que, para o desenrolar da contenda interamericana (antecipada por Hegel), o país chave não era Cuba nem a contenda era capitalismo vs. socialismo, mas, realisticamente falando, era capitalismo vs. capitalismo. O socialismo então existente dava nome ao chamado Segundo Mundo; aquele mundo era um sonho, uma fantasia, um artifício, um engodo na boca de políticos inescrupulosos como fora o georgiano Joseph Stalin. O que existia de fato era e é o capital, ou seja, são as relações de produção e de troca. Isso posto, o país chave para o…

Continuar lendoO Projeto (6)

O Projeto (2)

Brasil e Rússia em 2015   João E. da Silveira 06/08/2017   Em 2015, Brasil e Rússia passavam por uma recessão econômica com queda no produto interno bruto da ordem de 3,0 a 3,5%; recessão provocada em parte pela queda no valor das commodities (petróleo, minério de ferro etc.); o real e o rublo se desvalorizavam em proporções semelhantes perante o dólar. Nas moedas detectava-se, porém, diferenças. A flutuação do rublo estava associada à flutuação no preço do petróleo, enquanto a do real não estava associada a nenhuma commodity em particular, mas à sorte do governo Dilma: se parecia que seu governo resistiria ao impeachment, o real caía; se parecia que seu governo cairia, aí o real parava de cair…

Continuar lendoO Projeto (2)

O Projeto (1)

Na ONU : Dilma, Barack e Vladimir   João E. da Silveira 03/08/2017   2015, segunda-feira, 28 de setembro. Assembleia Geral das Nações Unidas (AGNU). Primeiro falou Dilma Rousseff, depois, Barack Obama, depois, Vladimir Putin. A ONU fazia 70 anos. Dilma tratou do aniversário e criticou (como sempre fez) a representatividade do Conselho de Segurança, tratou da catástrofe dos refugiados no Mediterrâneo e do terrorismo, falou sobre os governos do PT e sobre a democracia brasileira, e pediu solidariedade ao mundo na solução de questões globais. Barack tratou da liderança sempre benevolente dos Estados Unidos nas mais variadas frentes mundiais, aquela coisa de nação excepcional, da América indispensável, que leads and must and will lead... Subentendia-se das palavras de Obama…

Continuar lendoO Projeto (1)